Por que as mudas de pepino caem e murcham, como cuidar e regar adequadamente

Por que as mudas de pepino caem e murcham, como cuidar e regar adequadamente

Dentre os principais motivos que levam ao encolhimento das mudas de pepino, estão o plantio e cuidados inadequados, doenças e ataques de pragas. O produtor precisa conhecer os primeiros sinais de um problema para agir e não perder as mudas.

Por que mudas de pepino murcham e caem

Às vezes, os horticultores enfrentam problemas quando as mudas de pepino começam a secar após a germinação. Para responder à questão de saber se é possível restaurar plantas, você precisa saber a causa do problema.

  • A principal razão pela qual as folhas murcham nos rebentos jovens em casa ou nos canteiros é a falta de luz. Nesse caso, o recipiente com as mudas deve ser reorganizado em um local aberto e ensolarado. Para plantar pepinos com sementes, você precisa escolher uma área onde a luz do sol incide livremente.
  • Outra razão pela qual os pepinos morrem é o não cumprimento do prazo de transplante para um local permanente. Com um transplante tardio, os arbustos tornam-se muito grandes e fortes, e é mais difícil para eles criarem raízes em um novo lugar. O transplante muito cedo leva ao fato de que a planta imatura não resiste a fatores ambientais adversos.
  • Os rebentos jovens morrem frequentemente devido à rega inadequada. O excesso ou falta de umidade faz com que o caule e as folhas comecem a perder a forma.
  • As mudas são perdidas devido ao plantio muito denso. Com uma germinação boa e amigável, as mudas começam a se sentir mal. Os brotos impedem o fluxo livre de luz e ar, e ocorre uma deficiência de nutrientes. Portanto, é importante manter distância durante a semeadura.
  • Uma quantidade desequilibrada de oligoelementos no solo também pode alterar a aparência das mudas no campo aberto. O excesso de fertilizante pode queimar raízes fracas. Como resultado, a planta inteira pode morrer. A falta de nutrientes também leva ao murchamento das folhas.
  • Os rebentos plantados devem ser mantidos constantemente. As mudas de pepino murcham devido ao entupimento dos canteiros com outras plantas mais fortes. Portanto, você precisa se livrar das ervas daninhas a tempo, que muitas vezes se tornam transmissoras de infecções, sombreiam as camas e impedem a circulação do ar.

Se, após o plantio das mudas, os arbustos do jardim murcharem e caírem, o motivo pode ser devido a danos às raízes durante o transplante, plantio tardio ou prematuro, baixa temperatura do ar à noite, infecção ou ataque de pragas. Como os pepinos não criam raízes bem em um novo local, muitos horticultores preferem usar sementes germinadas para o plantio em um local.

As razões pelas quais as mudas de pepino desaparecem na estufa são quase as mesmas. Fatores desfavoráveis ​​adicionais para o fato de as mudas de pepino murcharem na estufa podem ser aeração rara, umidade elevada e condições de temperatura inadequadas. As correntes de ar não devem ser permitidas durante a ventilação.

Recomendações importantes se o murchamento for observado em mudas de pepino na estufa. O que fazer? A sala deve ser ventilada regularmente. Recomenda-se fazer sombra no telhado da estufa durante o sol ativo.

Por que as mudas de pepino morrem, doenças

Outra razão comum pela qual as mudas podem morrer são as infecções. Mesmo os cuidados adequados não garantem que os pepinos sofram de doenças fúngicas. O problema pode surgir com mudas, tanto em casa quanto no jardim. Portanto, é fundamental conhecer os sinais que ajudarão a determinar se as mudas de pepino estão doentes. Você precisa saber o que fazer quando as mudas de pepino morrem.

Caso o regime de temperatura não seja estável ou os rebentos sejam regados com água fria, a imunidade diminui e pode surgir uma doença como o oídio. Em caules finos, as folhas começam a enfraquecer, surge uma flor branca. Então as folhas ficam amarelas e a planta morre. É importante cultivar mudas em climas quentes e regar apenas com água morna e estável. Como tratar se ocorrer um problema? Pode ser tratado com Hom, Quadris ou Topázio.

A peronosporose se manifesta como pequenas manchas amarelas nas folhas, que aumentam gradativamente. Uma flor cinza se forma no interior da folha. As folhas das mudas de pepino murcham, secam e então toda a planta morre completamente. O motivo pode ser o regime de irrigação errado, flutuações na temperatura do ar. Para combater o problema, Bordeaux líquido, são usados ​​os medicamentos Ridomil, Kuproksat e Ordan.

Fusarium começa com o apodrecimento do sistema radicular, e então a parte do solo da planta começa a secar e apodrecer. Drogas como Trichodermin, Phytocide podem lidar com a infecção.

Pepinos estão morrendo devido a uma doença como a esclerotinose. No estágio inicial, é caracterizado pelo aparecimento de um molde leve e fofo. Então, manchas escuras começam a se formar e a planta morre. Um medicamento eficaz Fitosporin M. ajudará a salvar da morte.

Se a perna das mudas jovens secar e ficar preta, isso também pode ser um sinal de uma doença fúngica. É popularmente chamada de Perna Negra. A infecção se espalha muito rapidamente, então você precisa começar a lutar o mais cedo possível. Para que toda a planta não desapareça, a rega deve ser reduzida, recomenda-se a cobertura morta, tratar os arbustos com uma solução de permanganato de potássio. Dos medicamentos, você pode escolher Bactofit, Fitosporin, Fitolavin.

Uma invasão de pragas pode se tornar a razão pela qual as mudas de pepino podem cair e murchar. O caule seca, as folhas enrolam-se e amarelam, aparecem manchas de várias cores. Nas folhas, mais frequentemente no interior, encontram-se os próprios insectos ou as suas larvas. As pragas mais comuns dos pepinos são os pulgões do melão, os ácaros, as moscas brancas e as moscas dos brotos.

A podridão da raiz faz com que o caule fique mais fino na muda e as folhas pareçam letárgicas. Pode quebrar em breve. A causa desta doença fúngica é a rega dos canteiros com água fria, alimentação frequente com o mesmo componente, excesso de humidade ou oscilações bruscas de temperatura. Durante o tratamento, todos os erros são corrigidos, cinzas de madeira e areia são borrifadas no tronco.

Entre os brotos que secam, é preciso escolher os mais saudáveis ​​e transplantá-los para outro local. É melhor tirar as plantas doentes do jardim e queimá-las. Se a doença fúngica progredir, você precisará se livrar de todas as mudas e, se houver tempo, plantar as sementes novamente. Eles devem primeiro ser desinfetados e mantidos em soluções para aumentar a imunidade.

Como cuidar de mudas de pepino

O processo de crescimento posterior depende do cuidado adequado da muda jovem. As plantas raramente são suscetíveis a doenças, têm um sistema radicular forte e permitem a colheita muito mais cedo. Certifique-se de seguir todas as regras ao plantar sementes e cuidar das mudas.

Depois que as sementes de pepino são plantadas, o recipiente é coberto com papel alumínio e removido para um local aquecido. Os primeiros brotos devem eclodir em cerca de uma semana. O recipiente é aberto e movido para um local bem iluminado. Recomenda-se desbastar as mudas, deixando apenas os brotos fortes, os fracos precisam ser cortados e não arrancados pela raiz.

Cultivar pepinos de acordo com todas as regras evitará muitos problemas desagradáveis.

  • Pepinos germinam melhor e mais rápido em uma sala quente. A temperatura ideal para o cultivo de mudas é considerada cerca de 21 graus durante o dia e 18 graus à noite.
  • Deve haver luz suficiente, mas a luz solar direta deve ser evitada, caso contrário, as mudas podem secar. Com a falta de luz, os brotos se estendem para cima e brilham.
  • O plantio deve ser protegido de correntes de ar. Se os pepinos forem cultivados em uma estufa, é imperativo ventilar o ambiente diariamente.
  • É imperativo definir o modo de rega. A água destinada à irrigação deve ser morna. Deve haver orifícios de drenagem no fundo do recipiente onde as mudas crescem.
  • 12-14 dias após o aparecimento das folhas, é realizada a primeira alimentação. Uma solução à base de uréia, verbasco e excrementos de frango é adequada para pepinos. A próxima alimentação é realizada após 8 dias. Você pode usar cinzas de madeira.
  • Alguns horticultores realizam uma coleta para ganhar força no sistema radicular. O procedimento é realizado precocemente, quando surge o primeiro par de folhas. Após a colheita, você pode ver que as mudas murcharam, mas depois de dois dias as mudas são restauradas. A solução de Epin e Humate restaura as mudas mais rápido.
  • Os arbustos que cresceram fortemente são recomendados para beliscar.
  • Uma semana antes do transplante das mudas para o jardim, é realizado o endurecimento. A rega é reduzida, a temperatura do ar baixa, é útil levar as mudas para fora por um tempo.

Os arbustos de pepino não toleram bem o transplante. É mais conveniente plantar em vasos de turfa separados, então as raízes não sofrerão durante o transplante. A rega é interrompida três dias antes do transplante. O solo deve secar e grudar nas raízes da planta. Um broto é plantado em um buraco previamente preparado no canteiro do jardim, junto com um caroço de terra. Eles são cobertos com terra, compactados e cobertos com cobertura morta.

Como regar adequadamente as mudas de pepino

Os pepinos são muito exigentes quanto à rega. A rega precoce pode causar murcha e ressecamento das pestanas. Portanto, é muito importante regar adequadamente as mudas. A rega deve ser moderada, não é necessário permitir que o solo fique alagado, caso contrário as mudas murcham. A água deve estar morna (cerca de 24 graus), é melhor recolhê-la com antecedência para que se assente.

É melhor regar as mudas recém-surgidas com uma colher para que a terra não se corroa e não exponha as raízes. Para os rebentos jovens, é útil usar água derretida ou filtrada. A água normal pode conter impurezas prejudiciais.

Se os pepinos cresceram juntos e depois de uma semana começaram a secar e amarelar, na maioria dos casos isso se deve à falta de umidade. Principalmente o problema surge para quem, em vez de regar, borrifa ou rega com frequência, mas em pequenas porções.

Para determinar a freqüência de rega dos canteiros, é preciso levar em consideração a composição do solo, a temperatura e a umidade do ambiente, a quantidade de luz solar. O solo não deve secar completamente. Você pode afundar um pedaço de madeira ao longo da borda do recipiente. O solo deve estar úmido e solto ao toque. As mudas precisam ser regadas cerca de duas vezes por semana. Recomenda-se que as mudas, que são suplementadas, sejam regadas com mais frequência.

A regra básica de como regar mudas de pepino não é apenas água morna. É importante não deixar cair nas folhas. A rega é efectuada de manhã, o mais tardar às 11 horas.

Existem regras sobre como regar pepinos em uma estufa ou estufa. A água durante a irrigação não deve ser derramada pela raiz. É melhor deixar o solo ao redor da raiz seco. Mudas de estufa são regadas entre as fileiras.


Assista o vídeo: Como plantar mini pepino