Lavanda stoechas

Lavanda stoechas

Características gerais


O stoechas lavender pertence à família Lamiaceae e também pode ser chamado de lavandula stoechas. Este arbusto é nativo da França e prefere climas temperados. Este espécime perene desenvolve uma folhagem em forma de arbusto, é uma sempre-viva que pode atingir um tamanho máximo de cerca de 90 centímetros. A folhagem é caracterizada por folhas verdes e estreitas, nas quais há uma espécie de penugem e são muito perfumadas. Entre as estações primavera e verão, você pode apreciar a beleza de inflorescências muito perfumadas, de cor púrpura ou vermelho-vinho, que floresciam em caules e com um formato semelhante ao dos espinhos. Apesar de ser uma planta rústica, a lavanda stoechas prefere solos ácidos nos quais é capaz de crescer exuberante e saudável.

Cultivo



o lavanda stoechas pode ser definido como um espécime rústico ao meio. Isso se deve ao fato de que deve ser protegido do frio e plantado em solo ácido. Sua fertilização deve ocorrer através do uso de um fertilizante específico para fertilizantes à base de lavanda ou algas marinhas. A rega deve ser feita somente quando se percebe que o solo está bastante seco, para evitar a estagnação da água que é muito prejudicial à estrutura radical da lavandula. Durante o plantio, é necessário escolher um ambiente que não seja submetido a temperaturas muito quentes, mas não muito frias; além disso, durante o inverno, a planta deve ser protegida com cobertura morta. A estrutura do solo também é muito importante, pois deve ser composta de solo à base de sílica misturado com material grosseiro.

Poda



A poda é uma prática indispensável para a saúde e o crescimento das fezes de lavanda. É praticada no final da temporada de outono, ou seja, quando a planta termina o desenvolvimento das inflorescências. Antes de prosseguir, é aconselhável saber que é necessário usar tesouras desinfetadas com qualquer chama ou, alternativamente, com um desinfetante comum, evitando assim infectar os tecidos de lavanda. Se a planta estiver saudável, basta remover os caules dos quais as inflorescências se desenvolveram, enquanto, se a planta estiver enfraquecida, é conveniente colocar em prática uma poda radical e drástica, deixando apenas alguns centímetros de caule. Ao fazê-lo na primavera seguinte, as fezes de lavanda podem desenvolver novas folhas e inflorescências.

Lavanda stoechas: Doenças e pragas



Como mencionado anteriormente, as fezes de lavanda devem ser plantadas em solo ácido misturado com materiais de drenagem (perlita, flocos de pinheiro etc.), porque são incapazes de suportar a estagnação da água. No caso de excesso de umidade e água, resultando em muitas regas, as raízes podem sofrer podridão. Isso, por sua vez, leva ao aparecimento de doenças fúngicas muito prejudiciais à planta. É conveniente tratar o lavandula stoechas com produtos antifúngicos, a fim de protegê-lo e permitir que ele floresça e cresça saudável. Se a folhagem tem manchas claras, a causa é o fungo Septoria, enquanto que, se manchas amarelas se formarem, significa que a lavanda está sujeita ao ataque de um vírus, para o qual ainda não há cura específica.

Vídeo: Lavandula stoechas